Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 06/01/2024 19:35 - Atualizada em: 07/01/2024 19:07
Em Varginha: homem foi torturado e depois teve a cabeça decepada
Por causa de uma dívida de drogas de R$ 3 mil, criminosos armaram uma emboscada para torturar e matar homem

Imagem ilustrativa

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
.
 

Uma casa em Varginha foi local de um crime assustador na madrugada de hoje, sábado, dia 6. Um homem de Guaxupé, no Sul de Minas, foi torturado, depois decapitado e sua cabeça foi colocada em um saco de lixo. O motivo de tamanha violência foi em decorrência de uma dívida de drogas no valor de R$ 3 mil.

Segundo a PM, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) recebeu a informação de que estaria acontecendo um tribunal do crime dentro de uma casa no bairro Novo Tempo. Os militares se dirigiram para o local e, ao entrarem, depararam com cinco pessoas, um rapaz de 19 anos, um homem de 22, outro de 28 e duas mulheres de 30 e 42 anos.

Num cômodo da casa os policiais encontraram o corpo de um homem com pés e mãos amarados com fita adesiva numa poça de sangue e sem cabeça, ao lado um facão sujo de sangue.

A cena chegou a assustar os policiais, que ao interrogar as pessoas presentes, foram informados que os executores havia sido o rapaz de 19 e o homem de 28 anos. Os outros que estavam na casa disseram a PM que não sabia da existência do corpo decapitado. 

A vítima não foi identificada, o que se sabe até então é que ele é de Guaxupé e estava de passagem por Varginha.

A dupla que cometeu o crime assustador contou aos policiais que chamaram a vítima para consumir drogas e bebidas e no interior da residência o amarraram e o torturaram, depois cortaram a cabeça com facão.

No local a polícia encontrou quatro aparelhos celulares, sete pedras de crack embaladas e prontas para serem comercializadas e a quantia de R$ 170, dinheiro supostamente obtido com a venda de drogas. Todo o material foi apreendido e levado para a Delegacia de Polícia Civil.

As cinco pessoas encontradas dentro da casa foram presas em flagrante baseado no cometimento de crime de homicídio com requintes de crueldades, elas foram levadas para a delegacia e entregues a autoridade competente.

O corpo foi removido pelo serviço funerário de Varginha depois que foi liberado pela perícia após a realização do seu trabalho de praxe. Este foi o sétimo homicídio acontecido no Sul de Minas em seis dias, este também foi o mais assustador pela sua crueldade.

 

.
.
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram e Facebook: @jornaldelavras