Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 28/09/2023 10:23 - Atualizada em: 28/09/2023 16:32
Informações complementares sobre o temporal que desabou sobre Lavras na noite desta quarta-feira
Chuva, granizo e vento forte desfiguraram praças de Lavras, árvores, fios e postes foram arrancados; moradores da praça Dr. Jorge amanheceram esta quinta-feira ainda sem energia elétrica

O prejuízo para o meio ambiente, com a supressão de dezenas de árvores com o temporal, vai demorar muitos anos para ser recuperado

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
.
 

O Corpo de Bombeiros atendeu ontem, após o temporal, dezenas de chamados, a maioria foi queda de árvores e galhos, muros que desabaram e destelhamento de casas. Pelo menos uma pessoa se feriu, ela teve um corte contuso na cabeça, foi socorrida, passa bem e não corre risco de morte.

O temporal, que durou cerca de 20 minutos, teve granizo, ventos muito fortes e chuva. Dezenas de árvores foram derrubadas por toda a cidade, mas foi na praça Dr. Jorge, onde o sinistro desenhou seu quadro de maior destruição, aquele local foi o que mais registrou danos. Árvores caíram sobre a fiação e derrubou três postes naquele logradouro.

Árvores caíram sobre automóveis e motocicletas, por sorte o temporal desabou antes do término das aulas no Instituto Gammon, isso evitou uma tragédia: se o temporal tivesse desabado no horário do término das aulas, muitos carros com motoristas teriam sido atingidos por árvores e postes que desabaram nas vias do entorno da praça Dr. Jorge.

O semáforo da praça Dr. Jorge com avenida Pedro Salles e rua do Instituto foi derrubado e ficou completamente destruído. O Departamento de Trânsito da Prefeitura sinalizou o local e, como parte da praça, o trânsito ficou fechado por causa dos postes, fios e árvores na via.

Outra praça que também ficou desfigurada foi a praça do Jardim Glória, a "praça da Mina", como também é conhecida a praça que fica na avenida Evaristo Gomes Guerra com rua Rodolfo Blumer. Naquele local, árvores foram arrancadas e jogadas sobre a fiação elétrica, de telefonia, internet e TV a cabo, a grande quantidade de fios ofereceu resistência e os postes foram quebrados e caíram. Telhas metálicas voaram sobre a avenida Evaristo Gomes Guerra, muitas caíram sobre a fiação elétrica e sobre telhados de casas e prédios. Motocicletas foram arrastadas pela enxurrada e o trânsito na avenida ficou congestionado.

Na avenida Sylvio Menicucci, o volume de água da chuva que desceu do bairro Nova Lavras inundou alguns pontos da avenida, a enxurrada invadiu casas e comércio naquela via. Muitos motoristas, ao perceberem o volume de água, precisaram parar seus veículos na via, o que provocou uma grande confusão.

Na rua Rufino Alves Costa um outdoor caiu sobre o passeio. Na rua Augusto Vilela um muro de um pátio credenciado pelo Detran desabou.

Escolas suspenderam as aulas hoje, quinta-feira, dia 28, para reparos de danos causados pelo temporal e também pela falta de energia elétrica. Na manhã de hoje, os moradores da praça Dr. Jorge ainda estavam sem energia elétrica.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) trabalha para restaurar a energia. Funcionários da Prefeitura de Lavras trabalham na limpeza e remoção das árvores e galhos da praça Dr. Jorge.

,

 

.
.
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram e Facebook: @jornaldelavras