Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 02/06/2023 13:35 - Atualizada em: 02/06/2023 22:14
Lei Maria da Penha: três homens foram presos em Lavras na manhã desta sexta-feira
Eles foram presos depois de uma operação deflagrada pela

Sob o comando da delegada Ana Paula Santana Arruda (centro) a equipe prendeu três homens na manhã de hoje

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Em agosto de 2006 foi sancionada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma lei que visa amparar e proteger a mulher vítima da violência doméstica. A lei foi denominada Maria da Penha, uma farmacêutica cearense que foi vítima da violência praticada pelo seu marido, que a deixou numa cadeira de rodas.

A Lei Maria da Penha tem objetivo de amparaR e proteger as vítimas da violência doméstica. Em Lavras, diversos casos de agressões físicas e psicológicas já terminaram com a prisão de agressores, como hoje, sexta-feira, dia 2, quando três homens foram presos pela prática de "stalking", que na tradução livre significa "caçar" ou "perseguir obsessivamente", seja perseguição física ou através das redes sociais.

Os três homens foram presos por ameaça e agressão a mulheres, as prisões foram efetuadas pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Lavras. Foram expedidos Mandados de Prisão Preventiva, em face de 3 alvos.

Foram presos três homens com idades de 31, 36 e 38 anos, em virtude do descumprimento de medidas protetivas de urgência, decretadas judicialmente com base na Lei Maria da Penha. Além disso, os homens são acusados de agredir fisicamente, perseguir, ameaçar e violar domicílios das vítimas, suas ex-companheiras.

Apesar de serem três investigações consubstanciadas em inquéritos autônomos, os casos guardam semelhanças, pois são típicos casos de relacionamentos abusivos, em que os investigados não toleram o fim da relação e, por isso, agridem, perseguem, ameaçam as ex-companheiras e descumprem as medidas protetivas, o que gera a possibilidade da prisão preventiva.

As vítimas foram ouvidas na delegacia de mulheres (DEAM), passaram por exames de corpo de delito, que comprovam as agressões. Também foram ouvidas testemunhas, que presenciaram ameaças, perseguições e os descumprimentos das medidas protetivas pelos agressores. Além disso, prints e áudios com ameaças também constam dos autos, não havendo dúvidas sobre os crimes praticados.

Os presos foram ouvidos, mas negaram os fatos. Foram, então, recolhidos ao presídio de Lavras e estão à disposição da justiça. Todos têm passagens criminais anteriores, sendo dois por tráfico de drogas e um deles por crime contra o patrimônio. Os inquéritos policiais serão concluídos em 10 dias.

 

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras