Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 26/05/2023 14:57 - Atualizada em: 27/05/2023 14:21
Hospital Vaz Monteiro é pioneiro em Minas no tratamento de cardiopatias com técnicas pouco invasivas
"Continuamos buscando o credenciamento junto ao SUS para poder estender esses benefícios a todos os lavrenses e moradores da nossa região"

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Há 14 anos, o Hospital Vaz Monteiro inaugurou seu serviço de Hemodinâmica e Cirurgia Cardíaca, uma iniciativa considerada por muitos como de difícil realização, já que não havia essa tradição e muito menos o credenciamento para atendimento pelo SUS, fato que infelizmente persiste até hoje. Além disso, Varginha já estava bem estabelecida como centro regional e boa parte dos pacientes preferia se dirigir para Belo Horizonte e São Paulo na busca de atendimento.

O idealizador do serviço, Dr. Marcos Cherem, explica que "na época fizemos uma associação inédita com profissionais vindos de dois serviços de referência nacional, Felício Rocho de Belo Horizonte e Beneficência Portuguesa de São Paulo, além de um grande investimento por parte de do grupo de médicos que acreditaram na ideia, estruturando o Vaz Monteiro física e tecnologicamente para que tudo funcionasse a contento".

Passados 14 anos, o Vaz Monteiro contabiliza mais de 12.000 procedimentos diagnósticos e terapêuticos realizados com grande sucesso, com um índice de complicações e mortalidade que não chegou a 1%. "Nesse período, atendemos desde pacientes recém-nascidos, passando por jovens e adultos, até idosos centenários, o que mostra a importância que a cardiologia do Vaz Monteiro tem para a região", afirma o hemodinamicista Dr. Dirceu Barbosa Dias Sobrinho.

Além de procedimentos realizados por via percutânea (punção de uma ou mais veias e artérias), minimamente invasivos, o Vaz Monteiro realizou mais de uma centena de cirurgias cardíacas abertas, que abarcaram as tradicionais pontes de mamária e safena, até correções de cardiopatias congênitas, doenças valvares, aneurismas de aorta, entre outras. "Igualmente nesses casos, nosso índice de complicações operatórias ficou em torno de 1%", destaca Dr. Antônio Alceu dos Santos, cardiologista e intensivista.

Associado ao serviço de Hemodinâmica e Cirurgia Cardíaca, o Vaz Monteiro, através de parceria com a Ecomed, que funciona anexo à estrutura da instituição, passou a dispor de capacidade de realizar diagnósticos sofisticados em imagens, incluindo exames como angiotomografias computadorizadas, avaliação tomográfica de calcificações arteriais, holter para estudo de arritmias complexas, estudos de fluxos arteriais e venosos através de Doppler, ecocardiogramas transesofágicos e ecocardiogramas fetais (quando o coração do bebê é avaliado ainda no útero materno). "Iniciativas como essa foram essenciais para que o serviço pudesse oferecer segurança aos pacientes e aos médicos envolvidos", esclarece o Dr. Maurício Alvarenga Junqueira, coordenador da radiologia do Vaz Monteiro.

Como exemplo da excelência em seus serviços, apenas nos últimos 15 dias, o Vaz Monteiro realizou mais de 50 procedimentos diagnósticos e terapêuticos no laboratório de Hemodinâmica, entre os quais correções de defeitos congênitos em crianças de 3 e 4 anos, angioplastias para desobstrução de coronárias e carótidas com implante de "stents" e fechamento de apêndice atrial em um paciente de 98 anos. "Para nossa satisfação, o Vaz Monteiro foi escolhido, pela primeira vez fora da cidade de São Paulo, para efetuar o tratamento de arritmia complexa com equipamentos alemães da empresa Biotronik. O fato ocorreu em um paciente que já havia sido submetido a duas cirurgias cardíacas. A correção foi feita com sucesso por via percutânea, sem necessidade sequer de pontos e alta hospitalar em 24 horas" prossegue o Dr. Marcos Cherem.

Na cardiologia brasileira atual, o Vaz Monteiro é um dos poucos hospitais onde profissionais que são referências internacionais se dispõem a vir atuar em conjunto com os cardiologistas locais. Entre esses, o Dr. Marcos Cherem destacou: Dr. Ricardo Ferreira da Silva (arritmologista), Dr. Carlos Eduardo Bernini Kapins, (hemodinamicista), Dr. Jamil Abdalla Saad (hemodinamicista), Dr. Ari Mandil (hemodinamicista), Dr. Eduardo Rocha Barouche (arritmologista), Dr. Leonardo Figueiredo de Abreu (arritmologista), Dr. Enio Guerios (hemodinamicista), Dr. Cláudio Gelape (cirurgião), Dr. Gustavo Calado (cirurgião), Dr. Cledicyon Eloy da Costa (cirurgião), Dr. Ricardo Procópio (cirurgião vascular).

A equipe de cardiologia do Vaz Monteiro é formada pelos seguintes profissionais: Dr. Marcos Cherem, Dr. João Marcos de Oliveira, Dr. Leandro Boueri Ticle, Dr. Marcos Saraiva, Dr. Dirceu Dias Barbosa Sobrinho, Dr. Ernesto Lippi Neto, Dr. Antônio Alceu dos Santos, Dr. Heitor Henrique Silva Júnior, Dra. Francine Aparecida Messias.

"Continuamos buscando o credenciamento junto ao SUS para poder estender esses benefícios a todos os lavrenses e moradores da nossa região, mas até hoje não tivemos sucesso, pois os obstáculos e dificuldades são inúmeros", finaliza a administradora hospitalar Jaqueline Fráguas.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras