Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 08/05/2023 12:29 - Atualizada em: 08/05/2023 17:02
Solenidade em Lavras marcou os 78 anos do fim da Segunda Guerra Mundial - veja fotos
Autoridades civis e militares prestaram homenagens aos brasileiros que lutaram contra o nazismo e o fascismo

Imagem da FEB de 1944

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Hoje é um dia muito especial para a paz mundial: no dia 8 de maio de 1945, há 78 anos, notabilizou-se nas páginas da história a rendição incondicional da Alemanha nazista e pelo consequente fim da Segunda Guerra Mundial, com a capitulação do eixo Berlim-Roma-Tóquio, guerra que o Brasil participou enviando tropas para a Itália. O povo brasileiro dedica o dia de hoje à memória e aos feitos heroicos dos que lutaram e venceram, sobre os que defendiam ideais de totalitarismo e tirania. A democracia venceu e ela tem de ser preservada.

A Segunda Grande Guerra Mundial teve início no dia 1 de setembro de 1939, quando a Alemanha invadiu a Polônia. Nos anos seguintes, a Alemanha invadiu outros onze países. A maior parte dos judeus europeus vivia em países que a Alemanha viria a ocupar, ou influenciar, durante a segunda Guerra Mundial.

O Brasil entou na guerra no dia 22 de agosto de 1942. O Exército Brasileiro organizou a FEB (Força Expedicionária Brasileira), que em junho de 1944 desembarcava na Itália, um contingente brasileiro.

Em Lavras, a sociedade se organizou para ajudar a indústria bélica brasileira. No dia 10 de setembro, menos de um mês após a declaração de guerra do Brasil, teve início na praça Dr. Augusto Silva,  o movimento da "Pirâmide Metálica", onde todos os lavrenses foram conclamados a doarem peças de ferro e materiais não ferrosos, que foram destinados à indústria bélica brasileira.

Um fato curioso ocorreu na época: alguém jogou na montanha de metais um cachorro morto, o que foi atribuído aos imigrantes italianos, desencadeando o movimento nacionalista anti-italianos também em Lavras.

No dia 22 de janeiro de 1945 morreu no teatro de operações da Itália, o primeiro lavrense, o cabo Joaquim Severino. Mais dois outros também morreram: o soldado José Antônio dos Santos, no dia 25 de fevereiro de 1945, e no dia 15 de abril de 1945 o soldado Joaquim Onilio Borges.

Dois anos após o fim da guerra, no dia 30 de setembro de 1947, o chefe de gabinete do Ministério da Guerra, coronel Djalma Dias Ribeiro, entregou a Antônio Firmino Filho, pai do soldado José Antônio dos Santos, falecido em combate na Itália, as medalhas "Sangue do Brasil" e de "Campanha", duas passadeiras e dois diplomas. O soldado José Antônio dos Santos residia na cidade de Ribeirão Vermelho.

As homenagens aos expedicionários seguem por todo o país. Em Lavras, uma rua foi denominada de Rua dos Expedicionários e em 27 de março de 1987, outra homenagem: é inaugurado na então praça da Bandeira, hoje Leonardo Venerando, o Monumento aos Pracinhas Lavrenses que lutaram nos campos de batalhas na Itália, durante a Segunda Grande Guerra Mundial.

Na manhã de hoje, dia 8 de maio, quando se completa 78 anos do fim da guerra, na praça Leonardo Venerando, em frente ao Monumento aos Pracinhas Lavrenses, uma solenidade foi realizada para lembrar os heróis da FEB. Autoridades civis e militares lembraram aqueles que derramaram seu sangue em território europeu para defender o Brasil e a democracia.

Veja abaixo as fotos de Ricardo Silva, cedidas ao Jornal de Lavras, do evento realizado hoje em Lavras:


  

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras