Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 09/02/2023 10:22 - Atualizada em: 09/02/2023 14:27
Ação policial articulada em Lavras e Divinópolis terminou com a morte de dois bandidos em Guapé - veja vídeo
Troca de informações entre a Sexta Região da PM em Lavras com a Sétima Região da PM em Divinópolis foi fundamental para desarticular a quadrilha

Material arrecadado na ação policial contra os criminosos. Foto: PMMG

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
   

Dois homens, de 33 e 39 anos, foram mortos numa troca de tiros com a Polícia Militar, na madrugada de ontem quarta-feira, dia 8, em Guapé, cidade próxima de Boa Esperança, no Sul de Minas.

Os dois criminosos eram foragidos e foram localizados em um sítio no distrito de Santo Antônio das Posses.

Ao perceberem a aproximação da polícia, eles efetuaram vários disparos de arma de fogo em direção aos militares, que reagiram e, no confronto, os dois foram alvejados. Eles foram levados ainda com vida até a Santa Casa de Guapé, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

No esconderijo dos criminosos, a PM prendeu um casal, um homem de 28 anos, que também tinha mandado de prisão em aberto e uma mulher de 24 anos.

Os dois homens que foram mortos no confronto com a polícia tinham passagens pelos crimes de homicídios, tráfico de drogas, formação de quadrilha, roubo, envolvimento com ataque a agências bancárias e porte ilegal de arma de fogo.

A PM encontrou no esconderijo três armas de fogo, droga, munições, uma motocicleta roubada em Oliveira e um veículo clonado.

A Polícia Militar chegou até os criminosos após denúncia recebida pela 7ª Região de Polícia Militar, que tem sede em Divinópolis, repassadas pela 6ª Região de Polícia Militar, que tem sua sede em Lavras. A partir das investigações do serviço de inteligência e trocas de informações entre Lavras e Divinópolis, foi desencadeada a operação que culminou na morte de dois bandidos e na prisão de um marginal e de uma mulher, ambos integrantes da quadrilha.

O major Alisson Bruno, comandante da 7ª Companhia de Policiamento Especializado de Divinópolis, disse que havia forte suspeita de que os criminosos fariam alguma ação durante o carnaval. "O serviço de inteligência em sua ação conjunta foi fundamental para antever a possível ação do crime de domínio de cidade que esses cidadãos infratores tentariam cometer no período carnavalesco", explicou o major Bruno.

 

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras