Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 01/02/2023 15:38 - Atualizada em: 01/02/2023 22:22
Prefeita de Lavras mobiliza contatos nas esferas federal e estadual solicitando restauração da BR-265
Sem apoio do governo estadual e sem representantes na Assembleia e na Câmara Federal, prefeita busca outras vias em Belo Horizonte e Brasília

BR-265 se deteriora a cada dia, a cada chuva e Zema não considerou sua recuperação como prioridade

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
   

Depois que o governador Romeu Zema passou quatro anos no governo de Minas (2019-2022) sem beneficiar Lavras, cidade que ajudou a elegê-lo na eleição de 2018, e agora em 2022, recebendo dos lavrenses 31.135 mil votos, o equivalente a 64,27% dos votos válidos, Zema mais uma vez não colocou a cidade e região como prioridade.

Na reunião realizada em Brasília com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 27, sexta-feira, na qual Lula solicitou aos governadores que listassem as prioridades de seus estados para a realização de obras emergenciais, Zema entregou um ofício à presidência elencando prioridades para o estado, como as questões de infraestrutura, essenciais para os mineiros. Ele apontou como prioridade a recuperação da BR-262, a BR-040 e a BR-381, que são vias federais que precisam de investimento e melhorias. Romeu Zema também solicitou ao governo federal a continuidade de projetos que já estavam em andamento em parceria com a gestão anterior, como o metrô de Belo Horizonte, que já foi concedido, e também o Regime de Recuperação Fiscal que já está avançado na Secretaria do Tesouro Nacional. Ele também citou obras que, segundo ele, são fundamentais para o povo mineiro, como destinar recursos para as cidades da região da Bacia do rio Doce.

Em nenhum momento Zema pediu neste documento pelo menos uma operação tapa-buracos na BR-265, rodovia que tem 77 quilômetros de estrada completamente deteriorada, trecho entre o trevo de Lavras e Nazareno.

Se não podemos contar com o governador Zema, também não poderemos contar com o deputado federal majoritário em Lavras, Nikolas Ferreira (PL), que recebeu 5.559 mil votos dos lavrenses. Níkolas (foto abaixo), que foi empossado hoje, quarta-feira, dia primeiro, já pronunciou que fará tudo para inviabilizar o governo federal, demonstrando claramente que fará uma política do "quanto pior, melhor". Em sua posse ele ostentou uma placa com os seguintes dizeres: "Fora Lula", e ainda disse à imprensa: "Paz não vai ter, vai ter guerra".

Os lavrenses também não elegeram um representante da cidade na Assembleia Legislativa, preferiram escolher um deputado do PL, Bruno Engler, que foi o majoritário em Lavras.

Diante deste quadro, não restou alternativa para a prefeita Jussara Menicucci tentar socorro para a BR-265 de outra forma, ela abriu e instruiu um processo administrativo nº 50606.006022/2021-75, através do qual solicita obras de restauração para a BR-265, de Nazareno até a BR-381, são 77 quilômetros.

O trecho faz parte do programa de concessão de Minas Gerais, o Dnit não iria desenvolver projeto de melhoramentos no mesmo em virtude desse fato.

A Prefeita reenviou o mesmo processo solicitando pelo menos obras para recuperação funcional do pavimento. Agora este processo em está em Brasília aguardando instruções.

No dia 30 de dezembro ela enviou o processo administrativo para o Dnit em Belo Horizonte e no dia 15 de janeiro, solicitou novamente pedido de urgência na tramitação do processo. Neste processo o Dnit de Oliveira solicita a contratação emergencial de tapa buraco para a BR-265.

A prefeita Jussara está tentando mobilizar todos seus contatos nas esferas estadual e federal para solucionar o problema da BR-265, não com operação tapa-buracos, mas com obras de recuperação do piso asfáltico.

A BR-265 é uma importante rodovia que, foi ignorada por Romeu Zema ao apresentar as obras emergenciais para Minas, que na visão dele são, as rodovias BR-381, BR-040 e BR-262.

A BR-265 foi ignorada nos governos de Fernando Henrique Cardoso, Lula, Dilma e Temer, que se limitaram apenas em fazer obras paliativas como operação tapa-buracos e completamente abandonada no último ano do governo Bolsonaro. 

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras