Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 27/01/2023 09:53 - Atualizada em: 27/01/2023 14:17
Em Cambuquira: homem não aceita fim de relacionamento e esfaqueia mulher
A mulher e sua filha, de 12 anos, foram vítimas do homem

Imagem ilustrativa

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Um homem de 36 anos não aceitou o fim do relacionamento com a mulher, de 49 anos, e esfaqueou sua ex-companheira, com quem viveu por 3 anos e meio. Ele ainda esfaqueou também a filha dela, de 12 anos. O crime aconteceu na madrugada de ontem, quinta-feira, dia 26, na cidade de Cambuquira, no Sul de Minas.

De acordo com informações da Polícia Militar, o homem invadiu a casa da ex-companheira e quebrou a porta de vidro de um dos quartos, onde ela e a filha se refugiavam. Nervoso e portando duas facas, uma em cada mão, o homem investiu contra a mulher. Ele desferiu diversos golpes contra ela.

A filha, ao ver a agressão contra a mãe, tentou impedir, mas foi golpeada também com uma facada no peito.

Após cometer o crime ele fugiu. As duas foram socorridas e levadas para o hospital da cidade.

A mulher deu entrada em estado grave, passou por cirurgia e está internada em estado grave. A filha foi atendida e liberada na manhã de ontem. O agressor, até à tarde de ontem, não havia sido preso, ele estava desaparecido.

A cada dois dias uma mulher morre vítima de violência doméstica em Minas

Em Minas Gerais, a cada dois dias uma mulher morre vítima de violência doméstica. Em 50% dos casos, as mortes foram causadas por facas, tesouras ou canivetes.

São crimes cometidos por maridos, namorados, ex-companheiros, entre outros.

O governo do estado lançou ontem, quinta-feira, uma campanha através da qual convoca a população a "botar tudo em pratos limpos" e reforça que "em briga de marido e mulher" se mete a colher sim. As peças publicitárias estão sendo exibidas em emissoras de rádios e TVs e nas redes sociais.

Em todo o Brasil, somente em 2021, foram vítimas de homicídio 3.878 mulheres. Os casos registrados como feminicídio, que é quando a vítima é assassinada pelo fato de ser mulher, chegaram a 1.341, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

De acordo com um relatório da Polícia Civil de Minas Gerais, 155 mulheres foram vítimas de feminicídio naquele ano. Em 2022, foram 163, além de outras 195 tentativas de feminicídio.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras