Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 21/12/2022 10:48 - Atualizada em: 21/12/2022 15:41
Acampamento na frente do Tiro de Guerra de Lavras, do grupo que pedia intervenção militar, foi desmontado
O grupo levantou acampamento ontem, segunda-feira, depois de quase 50 dias

A barraca foi desmontada e o trânsito no passeio voltou à normalidade. Foto: Jornal de Lavras

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

O movimento que pede a intervenção militar no país - o que pode vir a ser enquadrado como crime pela lei 14.197/21 aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo próprio Jair Bolsonaro - começa a perder força. O movimento já têm cerca de 50 dias e não conta formalmente com uma liderança nacional.

O movimento começou a perder força depois das declarações do futuro ministro da Justiça, Flávio Dino, que adiantou que não vai tolerar o que ele chamou de "crime de incitação à animosidade das Forças Armadas contra as instituições, contra os poderes constituídos e contra a democracia".

Em Lavras, um grupo acampou na frente do Tiro de Guerra, que é a fração do Exército Brasileiro na cidade, e permaneceu até ontem, terça-feira, dia 20. Sem muito alarde, o grupo desmontou o acampamento ontem.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras