Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 14/12/2022 10:39 - Atualizada em: 15/12/2022 10:04
Lavras tem baixa cobertura vacinal da BCG, cidade recebe 37,5% menos doses
O Ministério da Saúde reduziu o envio de vacina BCG para todo o Brasil há 8 meses, crianças têm deixado as maternidades sem a vacina

Imagem ilustrativa de um recém-nascido recebendo o imunizante, que há 8 meses teve sua cota reduzida em todo o país

 

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Em abril as secretarias estaduais de saúde receberam do Ministério da Saúde uma circular informando sobre a baixa disponibilidade de uma das vacinas mais importantes para a saúde dos bebês, a BCG, vacina aplicada ainda na maternidade, isso porque ela deve ser ministrada o mais precocemente possível.

A BCG protege contra a tuberculose, doença que não afeta apenas os pulmões, mas também os ossos, rins e as meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro. Devida a orientação do Ministério da Saúde, a redução tem levado diversos municípios a limitarem o número de postos que oferecem a vacina e a adotarem estratégias como agendamento prévio para lidar com os baixos quantitativos.

A distribuição da BCG era, segundo a pasta, de um milhão de doses ao mês e foi reduzida pela metade, Lavras, por exemplo, recebia mensalmente, segundo a secretária Municipal de Saúde Iara Nogueira Menicucci, 800 doses por mês, o imunizante era para servir Lavras e toda sua microrregião, agora este número foi reduzido para 500 doses mensais, uma redução de 37,5%, um cenário que preocupa.

As maternidades em Lavras recebem apenas 25 doses por mês, o número de nascimentos é superior a isso, as primeiras 25 crianças deixam as maternidades devidamente vacinadas, as demais, têm de esperar a chegada das novas doses, isso porque a Secretaria Municipal de Saúde reserva a vacina para atender estas crianças, em resumo: as crianças que nasceram em dezembro e não puderam ser atendidas com a cota, tem de esperar até o próximo ano, em janeiro, para receber a dose da BCG.

A vacina, para quem tem condições de pagar para uma clínica particular, também não está disponível. Questionado por e-mail, o Ministério da Saúde negou que tenha um desabastecimento, segundo a pasta em nota via e-mail, o que está acontecendo é apenas uma "readequação do quantitativo" devido ao processo de compra importada dos imunizantes. Isso porque a única fábrica autorizada a produzir a vacina no país, pertencente à Fundação Ataulpho de Paiva (FAP), no Rio de Janeiro, está interditada pela Anvisa pela necessidade de ajustes impostos após a última inspeção sanitária realizada pela agência.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 

 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras