Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 13/12/2022 10:00 - Atualizada em: 13/12/2022 12:58
Polícia Civil prende em Lavras, três pessoas envolvidas em furto e tráfico de drogas
Duas mulheres de 28 e 30 anos foram presas e um homem de 29 anos também, mas o quarto suspeito está foragido

A empregada levou as jóias e deixou apenas os estojos. Fotos: Divulgação Polícia Civil

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Em junho deste ano, a Polícia Civil foi informada a respeito de um crime de furto ocorrido em Lavras, onde figurava como vítima um casal. O caso aconteceu quando uma empregada doméstica subtraiu R$ 120 mil em joias do casal.

Para legitimar a subtração das joias, a investigada simulou que teria sido vítima do crime de extorsão, ao alegar que recebeu contato telefônico no terminal fixo da residência de seus patrões, através do qual o interlocutor afirmava que havia sequestrado a filha do casal, que reside em Belo Horizonte, e teria exigido uma elevada soma em dinheiro, como forma de pagamento do resgate.

Diante disso, a suspeita se apoderou de todo o dinheiro e materiais de valor existentes na casa de seus patrões e, em seguida, teria se deslocado sozinha até o terminal rodoviário, embarcado em um ônibus até a capital mineira para entregar o dinheiro e as joias ao suposto infrator.

A história não convenceu aos agentes da Polícia Civil e abriu uma frente para investigar a empregada doméstica.

Durante o processo investigativo, descobriram que havia outras pessoas envolvidas com a suspeita: uma mulher de 28 anos, além de dois homens de 29 anos. Três foram detidos, mas o quarto envolvido está foragido.

Os investigadores, durante a realização dos trabalhos, analisaram o telefone celular da empregada suspeita. Ela mostrou uma conversa de um aplicativo de mensagem com a vítima, foi descoberto que a investigada tinha possibilidade de informar que "poderia estar diante de um sequestro da filha do casal", porém, optou por pedir à patroa para ir a sua casa, mesmo sabendo da sua impossibilidade, e em dado instante chegou a teclar "não me mata" ou "eles não pode saber que tou falando vc", com o claro propósito de querer dar legitimidade à simulação dos falsos atos de extorsão.

Depois de realizada uma minuciosa análise das informações contidas no aparelho celular da investigada, foi verificada que a suspeita estava ligada ao tráfico de drogas, sendo identificado, no momento, que ela estava associada ao seu companheiro, além de dois outros investigado para compra e comercialização de drogas no bairro onde reside. Os investigadores encontraram também fotografias da empregada doméstica ostentando e portando armas de fogo.

Diante das provas ficou confirmada a existência do crime e indícios suficientes de autoria dos representados como autores do crime de furto mediante fraude praticado pelo grupo criminoso que resultou em prejuízo superior a R$120 mil ao casal.

A pedido da Polícia Civil, que divulgou para a imprensa a fotografia do homem foragido, bem como sua identidade, seu nome e sua fotografia estampam esta matéria. Segundo a Polícia Civil o homem foragido é André Luiz Pereira, o "Andrezinho Baeta", de 29 anos.

Polícia Civil encontrou foto da empregada ostentando uma arma de fogo na cintura

André Luiz Pereira, o Andrezinho, procurado pela polícia, foto divulgada pela 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Lavras

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 


 
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br  - 只需点击一下即可获取信息
拉夫拉斯/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram:@jornaldelavras 
推特:twitter.com/jlavras 
脸书: www.facebook.com/jornaldelavras