Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 02/06/2022 10:45
Dengue: apesar da queda na temperatura, o número de casos continua aumentando em Lavras
Em oito dias Lavras pulou de 334 casos confirmados de dengue para 410

O fumacê é uma das formas usadas pelo poder público para combater a proliferação do mosquito. Foto: Jornal de Lavras

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

O último boletim epidemiológico de Arboviroses Urbanas de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), em sua publicação de 25 de maio, trouxe um aumento de novos casos de dengue em Lavras em relação ao boletim epidemiológico de 17 de maio, que apontava 334 casos, agora já são 410 casos prováveis de dengue no município.

Apesar da queda da temperatura e a falta de chuva nos últimos dias, o que dificulta a proliferação dos mosquitos Aedes aegypti, em oito dias tivemos um aumento de 76 novos casos.

Das sete cidades limítrofes com Lavras, com exceção de duas cidades - Ingaí e Carmo da Cachoeira, que ainda não tem nenhum caso confirmado da doença - outras duas se mantiveram estável: Ribeirão Vermelho e Perdões. As demais, também tiveram aumento. Nepomuceno foi a que registrou o expressivo aumento de casos, de 114 pulou para 148, Ribeirão Vermelho se manteve estável em 26 casos, Ijaci que somava 10 casos saltou para 15, Itumirim tinha 2 caso e agora são 3 e Perdões também se manteve estável em 3 casos. 

Não há registros de casos de chikungunya e zika vírus em Lavras e nem nas sete cidades limítrofes.

A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que também é transmissor de outras doenças tropicais, ele se multiplica e se propaga através de água empoçada e limpa.

O poder público faz o que pode para conter o avanço do mosquito, porém, o mosquito tem um aliado forte: a população, que descarta lixo em locais impróprios, que deixa água empoçada nos quintais e que não se preocupa com isso e acha mais confortável transferir a responsabilidade total para o poder público. 

A população não se conscientiza que o lugar do lixo é no lixo e não em terrenos baldios, nas ruas, nos fundos dos quintais e outros locais impróprios. Enquanto a população não se conscientizar, todos os anos temos de conviver com este perigo, lembrando que a dengue pode até matar. 

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras