Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 10/05/2022 11:59 - Atualizada em: 10/05/2022 16:49
Vândalos pichadores continuam agindo nas ruas de Lavras e chegam a afrontar a polícia
O alvo dos marginais, além do patrimônio público, são as fachadas e muro dos imóveis privados

Os vândalos, além de depredarem o patrimônio público e privado, ainda afrontam a polícia com frases de baixo calão. Fotos: Jornal de Lavras

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Os mesmos vândalos que no final de semana picharam a praça Dona Josephina, a pracinha da igreja do Colégio de Lourdes, também vandalizaram muros e fachadas de casas nas ruas Saturnino de Pádua e Travessa Comendador José Esteves. Este grupo vem agindo naquela região há muito tempo, antes eles se reuniam na praça João Arbex, onde bebiam, consumiam drogas e faziam pichações.

Os moradores da rua Saturnino de Pádua já entraram em contato com a Polícia Militar e pediram providências no sentido de conter os transgressores, que além das pichações, quebram bancos de praças, chutam portas de casas, danificam lixeiras e caixas de correio dos imóveis.

Segundo um morador da rua Desembargador Alberto Luz, um dos integrantes do grupo mora, inclusive, nas proximidades da rua Saturnino de Pádua.

Em Lavras existe uma lei, de autoria do ex-vereador Marcos Possato, que estabelece normas aos estabelecimentos que comercializam tintas em recipientes de spray, de modo que todos deverão ser obrigados a manter um cadastro atualizado dos adquirentes de latas de tinta desta natureza. Para os efeitos da lei, entende-se por recipientes de spray aqueles providos de dispositivos capaz de emitir jatos gasosos de tinta que se aplicam sobre a superfície. A venda do produto é facultada a pessoas físicas maiores de 18 anos ou pessoa jurídica. O cadastro tem que ter o nome completo do adquirente, endereço, identidade, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e cor da tinta. O cadastro deve ser  enviado trimestralmente à Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Esta lei municipal foi criada e aprovada na época, como forma de ajudar a inibir o vandalismo em Lavras. Diante do aumento de pichações a monumentos e prédios públicos e particulares na cidade, o vereador Marcos Possato, autor da lei, afirmou na época que "a cidade não podia continuar à mercê de pessoas que picham monumentos, fachadas de casas e prédios por toda a cidade. A sociedade como um todo deve se unir no sentido de coibir a ação desses que estão causando um verdadeiro desrespeito à nossa comunidade", justificou o ex-vereador quando da propositura de seu projeto.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

"Brincadeira" que poderia ter terminado em tragédia deixa moradores de Nepomuceno indignados - veja vídeo
Carreta "cebolão" tomba na BR-265, no perímetro urbano de Lavras
Arma furtada na zona rural de Lavras foi apreendida pela PM de Perdões
Lavrense será empossado na Academia Brasileira Rotária de Letras
Documentário produzido em Lavras está concorrendo no Festival Sarancine - assista e vote
Lavras poderá ganhar um campus do IFSULDEMINAS
Novo "lixão" começa a surgir em Lavras e já está até invadindo pista do anel viário - veja fotos
Um porco-espinho foi flagrado em rua da área central de Lavras - veja vídeo
Homem e mulher foram presos no Sul de Minas após divulgarem blitz em aplicativo de mensagem
Saúde enfrenta crise por falta de remédios básicos. Rede pública e privada de Lavras estão sendo afetadas
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras