Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 08/04/2022 10:34 - Atualizada em: 08/04/2022 12:55
Usina Hidrelétrica do Funil vai realizar testes das sirenes em Ribeirão Vermelho
As sirenes serão acionadas no dia 12 de abril, próxima terça-feira

Usina José Mendes Júnior, conhecida como Usina do Funil, no rio Grande, entre Lavras e Perdões

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Os moradores de Ribeirão Vermelho e parte de Lavras ouvirão, no dia 12, próxima terça-feira, os sons de testes das sirenes instaladas nessas regiões. A iniciativa faz parte do Plano de Ação de Emergência (PAE) da Usina Hidrelétrica Engenheiro José Mendes Júnior, conhecida como Usina do Funil, pertencente à Aliança Energia e que está localizada no rio Grande. 

Serão três acionamentos sonoros de aproximadamente 20 segundos cada, a partir das 14h30, e não há necessidade de mobilização e deslocamento da população para pontos de encontro durante o teste. 

Segundo o coordenador da Usina Hidrelétrica do Funil, Willian Rosa, a informação sonora que será veiculada nestes testes terá formato diferente das anteriores. "Neste ano, trazemos como novidade a mudança no áudio do teste que a população ouvirá. O padrão sonoro será a mensagem de voz informando o início do teste, uma música mais calma que tocará por alguns segundos e a mensagem de voz que informará aos moradores a conclusão do teste. Essa mudança visa dar mais conforto à população durante a realização dos testes, que continuam sendo muito importantes para que tenhamos validação do correto funcionamento do sistema de alerta. O som padrão da sirene já é conhecido pela população e será acionado apenas quando houver uma real situação de emergência ou em algum teste específico que será comunicado com antecedência à população", explicou ele.

Novos testes das sirenes estão programados para serem realizados nos meses de julho e novembro desse ano. Representantes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e da equipe da Aliança Energia compõem um grupo de trabalho que tem uma rotina de acompanhamento e estarão juntos monitorando e acompanhando mais essa ação preventiva. 

A Usina do Funil permanece classificada como de baixo risco e as estruturas atendem plenamente aos fatores de segurança, conforme Relatório da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). 

O plano atende à Política Nacional de Segurança de Barragem e Política Nacional de Proteção e Defesa Civil. Consiste em um documento com as diretrizes de como a Aliança Energia deve agir em uma situação de emergência com a barragem da Usina do Funil, bem como devem acontecer as interações com os órgãos de proteção e Defesa Civil. Os municípios localizados abaixo das barragens já possuem um sistema de alerta e de prevenção para que a população seja avisada de forma eficaz no caso de alguma intercorrência. 

Desde 2019, anualmente, as sirenes que compõem o sistema de alerta são testadas e a comunidade é orientada através de campanhas e ações de comunicação sobre como proceder.

Inaugurada em 10 de dezembro de 2002, a Usina do Funil está localizada no rio Grande, entre os municípios de Lavras e Perdões, e tem potencial de geração de 180 MW, o suficiente para abastecer uma cidade com 500 mil pessoas.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

"Brincadeira" que poderia ter terminado em tragédia deixa moradores de Nepomuceno indignados - veja vídeo
Carreta "cebolão" tomba na BR-265, no perímetro urbano de Lavras
Arma furtada na zona rural de Lavras foi apreendida pela PM de Perdões
Lavrense será empossado na Academia Brasileira Rotária de Letras
Documentário produzido em Lavras está concorrendo no Festival Sarancine - assista e vote
Lavras poderá ganhar um campus do IFSULDEMINAS
Novo "lixão" começa a surgir em Lavras e já está até invadindo pista do anel viário - veja fotos
Um porco-espinho foi flagrado em rua da área central de Lavras - veja vídeo
Homem e mulher foram presos no Sul de Minas após divulgarem blitz em aplicativo de mensagem
Saúde enfrenta crise por falta de remédios básicos. Rede pública e privada de Lavras estão sendo afetadas
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras