Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 07/04/2022 17:20 - Atualizada em: 07/04/2022 19:49
Operação Carcará está em curso na região para combater uma organização criminosa que atua na zona rural
Organização criminosa com tentáculos em São Paulo e cidades da região de Lavras está sendo combatida pelo MP e policiais militares de Minas e São Paulo

Imagem ilustrativa extraída do site do jornal Correio de Minas

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e as polícias militares de Minas e São Paulo, desencadearam na manhã de hoje, quinta-feira, dia 7, uma grande operação de combate ao crime na região e em São Paulo, a força tarefa está atuando contra uma organização criminosa especializada em furto de gado em Minas Gerais.

Na manhã de hoje foram cumpridos sete mandados de prisão e busca e apreensão nas cidades de Três Corações, Carmo da Cachoeira e São Paulo (SP). A operação foi denominada de "Carcará", uma ave de rapina que habita o centro e o sul da América do Sul, o carcará não é uma águia, mas é um parente distante dos falcões.

Estão participando da operação 30 policiais militares de Minas Gerais e São Paulo e promotores de justiça. As investigações do MP levaram os promotores e a polícia a um grupo criminoso que atuava em Cruzília, a estrutura criminosa foi aperfeiçoada para auferir lucro financeiro do grupo, com a venda de bois, vacas cavalos furtados de produtores rurais de toda região.

As investigações identificaram suspeitos que habitam na zona rural de municípios próximos de onde os furtos ocorriam, os animais eram transportados em veículos com pessoas de cidades vizinhas e integrantes no estado de São Paulo. A organização tinha tentáculos na zona rural, que possuíam rádios comunicadores e utilizavam caminhão baú para transportar o gado e não gerar suspeitas durante a fuga.

Os veículos usados pelos criminosos, segundo o Ministério Público, eram alugados e serviam de "batedores", a fim de verificar a presença de policiais durante o trajeto ou de pessoas que pudessem ser um possível obstáculo. Os criminosos tinha um imóvel alugado na zona rural de Carmo da Cachoeira, onde o gado ficava escondido esperando ser transportado para São Paulo.
Os criminosos nãos e limitavam apenas aos furtos de bovinos e equinos, eles também capturavam pássaros da fauna silvestre, que eram vendidos em feiras clandestinas e receptadores, os pássaros eram colocados em pequenas embalagens de papelão sem alimentação, água e ventilação, até chegar ao seu destino final.

As investigações do Ministério Público descobriram que o grupo criminoso atuou nas cidades de Minduri, Itaguara, Bom Sucesso e Santo Antônio do Amparo, nestas localidades eles furtaram 185 cabeças de gado, ferramentas, montaria e outros objetos de uso em fazendas.

A investigação também apontou que parte do grupo atuava em conjunto com integrantes de outro grupo criminoso do Vale do Paraíba, de forma articulada, mas independente. No estado de São Paulo, os criminosos teriam furtado máquinas agrícolas e 500 cabeças de gado. O prejuízo dos produtores rurais teria sido de mais de R$ 1 milhão. No interior de São Paulo o grupo criminoso agia sempre com violência, com intimidações e uso de arma de fogo.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

"Brincadeira" que poderia ter terminado em tragédia deixa moradores de Nepomuceno indignados - veja vídeo
Carreta "cebolão" tomba na BR-265, no perímetro urbano de Lavras
Arma furtada na zona rural de Lavras foi apreendida pela PM de Perdões
Lavrense será empossado na Academia Brasileira Rotária de Letras
Documentário produzido em Lavras está concorrendo no Festival Sarancine - assista e vote
Lavras poderá ganhar um campus do IFSULDEMINAS
Novo "lixão" começa a surgir em Lavras e já está até invadindo pista do anel viário - veja fotos
Um porco-espinho foi flagrado em rua da área central de Lavras - veja vídeo
Homem e mulher foram presos no Sul de Minas após divulgarem blitz em aplicativo de mensagem
Saúde enfrenta crise por falta de remédios básicos. Rede pública e privada de Lavras estão sendo afetadas
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras