Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 13/01/2022 09:09 - Atualizada em: 13/01/2022 14:03
Fim do convênio Ufla-Prefeitura de Lavras ocorrido ano passado está tendo reflexo negativo para a população agora
Falta de exames disponíveis para testes de Covid-19 dificultam o enfrentamento da pandemia em um momento crítico para todos nós

LabCovid, laboratório da Universidade Federal de Lavras (Ufla), que realiza exames para detectar a doença, o LabCovid é um dos mais modernos do Brasil. Foto Ascom/Ufla

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481

Lavras e sua microrregião, assim como todo o Brasil, veem sua rede primária de atendimento pública, os Pronto Socorros dos Hospitais e UPA/24 horas, colapsando devido a enxurrada de pacientes com sintomas gripais em busca de um diagnóstico. Concomitantemente, as farmácias e laboratórios estão suspendendo a marcação de exames por falta de capacidade operacional e insumos para realização dos testes de Covid-19. Somente em um dia desta semana, quase 700 pessoas apareceram como infectadas nos boletins.

Recentemente carta pública encaminhada pelo Conselho de Entidades da Ufla, enviou manifesto solicitando à prefeitura que tomasse providências em virtude do atual cenário enfrentado.

Ao mesmo tempo sabemos que a própria Ufla possui um dos laboratórios mais modernos do mundo e com alta capacidade de testagem para fazer o diagnóstico da Covid-19. Foi adquirido integralmente com recursos públicos federais com o propósito, único e exclusivo, de ajudar a população no enfrentamento da pandemia.

Inaugurado pelo reitor João Chrisóstomo, pelo então prefeito à época, José Cherem, e pela professora doutora Joziana Barçante, em outubro de 2020, celebraria ainda no mesmo ano, um convênio entre a Ufla e Prefeitura de Lavras com capacidade para realização de milhares de exames mensais para diagnóstico dessa terrível doença. E assim foi feito, até maio de 2021: pelo menos 6 mil exames foram realizados gratuitamente em toda a população de Lavras e região.

Instituições públicas como os bombeiros, policiais civis, militares, profissionais de saúde da UPA, Vaz Monteiro, Santa Casa, funcionários públicos, trabalhadores da Associação dos Catadores e Materiais Recicláveis (Acamar), além de centenas de cidadãos foram testados nos 5 primeiros meses do ano de 2021.

O LabCovid foi coordenado entre janeiro e maio de 2021 pela professora Joziana Muniz de Paiva Barçante e pelo médico José Cherem, ambos servidores públicos da Ufla e nomeados para tal atividade.

A partir de junho, a coordenação do Laboratório foi modificada, passando então aos cuidados do professor Bruno Del Bianco Borges. Posteriormente o convênio entre Ufla e PML foi rompido pela prefeita Jussara Menicucci, e recentemente um montante em torno de R$1,3 milhão foi devolvido aos cofres públicos municipais. A pergunta que fica é: por que isso aconteceu? Por que a equipe de profissionais, pesquisadores, estudantes e pós-doc que atuava no LabCovid/Ufla, foi desmontada? Qual o interesse público foi atendido com essa ruptura?

Esta semana, a Prefeitura de Lavras comunicou oficialmente que interrompeu a realização de exames para detectar Covid nos PSFs porque acabaram os três mil kits para testes que tinham sido comprados, o que significa que a partir de agora, menos testes serão realizados em Lavras. Com isso, a população sente agora o prejuízo do fim do convênio Ufla-Prefeitura, pois o LabCovid poderia estar realizando com tranquilidade a demanda de testes da população lavrense.  

Ufla e Prefeitura de Lavras não deveriam retomar o convênio em caráter emergencial? Não deveriam retomar urgentemente o que nunca deveria ter sido interrompido? Voltar a operar em capacidade máxima e realizar milhares de exames que tanto necessitamos neste momento?

Teremos semanas extraordinariamente duras em relação à pandemia com a entrada da variante Ômicron. O LabCovid trabalha longe de sua capacidade máxima. A prefeitura necessita de exames urgentemente para atender sua população. Essa situação precisa ser resolvida e as vaidades deixadas de lado.

No mínimo, toda essa situação demonstra uma enorme falta de sensibilidade dos nossos gestores. Os cidadãos e cidadãs, pagadores de impostos, às crianças, os professores, os profissionais de saúde e todos os demais, necessitam que alguma atitude seja tomada.

Essa é uma daquelas situações que seria anedótica, se não fosse o que na realidade realmente é, uma tragédia na gestão de recursos e na saúde pública.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

"Brincadeira" que poderia ter terminado em tragédia deixa moradores de Nepomuceno indignados - veja vídeo
Carreta "cebolão" tomba na BR-265, no perímetro urbano de Lavras
Arma furtada na zona rural de Lavras foi apreendida pela PM de Perdões
Lavrense será empossado na Academia Brasileira Rotária de Letras
Documentário produzido em Lavras está concorrendo no Festival Sarancine - assista e vote
Lavras poderá ganhar um campus do IFSULDEMINAS
Novo "lixão" começa a surgir em Lavras e já está até invadindo pista do anel viário - veja fotos
Um porco-espinho foi flagrado em rua da área central de Lavras - veja vídeo
Homem e mulher foram presos no Sul de Minas após divulgarem blitz em aplicativo de mensagem
Saúde enfrenta crise por falta de remédios básicos. Rede pública e privada de Lavras estão sendo afetadas

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras