Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Matéria Jornalística /


Publicada em: 03/01/2022 11:40 - Atualizada em: 03/01/2022 17:44
Reajustes em cadeia deverão pesar nos bolsos da população
Reajuste da passagem de ônibus, mensalidade escolar, conta de luz e IPTU são alguns exemplos de despesas que virão com aumentos

Mesmo com as chuvas bandeira tarifária, a de escassez hídrica, se estenderá até abril

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Passada as festas de fim de ano é hora de começarmos a nos preocupar com o que nos espera. É hora de preparar o bolso para os reajustes em cadeia que devem ocorrer já no início deste ano que começou, acompanhando a inflação acima de dois dígitos registrada no ano passado.

Vem aí: mensalidades escolares, passagem de ônibus, conta de luz e Imposto de Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), esses são alguns exemplos de despesas que virão com aumentos em torno de 10% neste ano, com exceção do IPVA, que o Governo do Estado disse que foi congelado, mas de qualquer forma vai pesar no bolso.

A inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), já está na casa dos dois dígitos, ela registrou alta de 10,74% no acumulado em 12 meses até novembro. Os contratos de aluguéis, reajustados pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) terão alta ainda maior, de 17,78%. Ao longo da pandemia, proprietários e inquilinos buscaram indexadores mais baixos, como o IPCA, para evitarem aumento acima da capacidade de pagamento. Agora, porém, será preciso muita disposição de ambas as partes, novamente, para renegociarem os contratos.

Ao longo de 2021 faltou chuva e por isso os preços dos alimentos foram para "o espaço", também deixou a conta de luz mais cara e uma nova bandeira tarifária, a de escassez hídrica, que adiciona R$ 14,20 a mais para cada 100 kWh consumidos e se estenderá até abril.

Os combustíveis, que acompanham a alta do dólar e a variação das cotações do petróleo no mercado internacional foi uma das maiores fontes de pressão para a inflação em 2021 e deve continuar em 2022. A gasolina acumula, em 12 meses até novembro, alta de 50,78%; o etanol, de 69,40%; e o diesel, de 49,56%.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

"Brincadeira" que poderia ter terminado em tragédia deixa moradores de Nepomuceno indignados - veja vídeo
Carreta "cebolão" tomba na BR-265, no perímetro urbano de Lavras
Arma furtada na zona rural de Lavras foi apreendida pela PM de Perdões
Lavrense será empossado na Academia Brasileira Rotária de Letras
Documentário produzido em Lavras está concorrendo no Festival Sarancine - assista e vote
Lavras poderá ganhar um campus do IFSULDEMINAS
Novo "lixão" começa a surgir em Lavras e já está até invadindo pista do anel viário - veja fotos
Um porco-espinho foi flagrado em rua da área central de Lavras - veja vídeo
Homem e mulher foram presos no Sul de Minas após divulgarem blitz em aplicativo de mensagem
Saúde enfrenta crise por falta de remédios básicos. Rede pública e privada de Lavras estão sendo afetadas
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras