Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Post: Jornalístico /


Publicada em: 15/09/2021 18:51 - Atualizada em: 16/09/2021 10:36
Crime ocorrido em Lavras há 13 anos foi julgado na última sexta-feira
Jurados acataram a tese da defesa do advogado criminalista Négis Rodarte e réu foi absolvido

Júri foi acompanhado com muito interesse por estudantes dos cursos de Direito da Ufla e Unilavras. Foto: Ricardo Silva, do Jornal Cultural Lavras Ontem e Hoje

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481

Em 2008, Lavras foi notícia na mídia estadual, isso porque um crime acontecido em setembro daquele ano teve grande repercussão. Na época Paulo Henrique Mendes de Oliveira, de 18 anos, foi acusado de ter matado sua namorada de 16 anos devido a uma gravidez indesejada por ele.

Segundo consta na denúncia, na época Paulo fez com que sua namorada, que era sua prima, ingerisse substância abortiva e, ainda, levado a jovem até às margens de um ribeirão na zona rural da Serrinha. A vítima, em função das manobras abortivas, teve forte sangramento vaginal e foi abandonada por ele naquele local ermo, levando a óbito a vítima. Ele chegou a ser preso por cerca de 40 dias.

Na sexta-feira, dia 10, Paulo Henrique, que sempre negou a sua participação no crime, foi a júri popular, que foi acompanhado por estudantes dos cursos de Direito da Universidade Federal de Lavras (Ufla) e do Centro Universitário de Lavras (Unilavras), todos obedecendo ao protocolo de segurança de prevenção da Covid.

O júri, que foi presidido pela juíza Zilda Maria Youssef Murad Venturelli, teve início às 9h e se estendeu por todo o dia, encerrando às 18h, quando os jurados entenderam em aceitar a tese de negativa de autoria sustentada pelos advogados de defesa.

O Ministério Público, através do promotor Alexandre Grilo, teve como Assistente o advogado João Batista da Silva. Atuaram na defesa do réu, os advogados Négis Rodarte, Bruno Andrade Rodarte, Marcel Abdou e Lucas Azevedo, todos do escritório Négis Rodarte Advogados.


Criminalista Négis Rodarte e seu filho, o também criminalista Bruno Andrade Rodarte. Foto: Ricardo Silva, do Jornal Cultural Lavras Ontem e Hoje.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

Veículos apreendidos com traficantes vão a leilão dia 20, entre eles, um Jaguar XE R-Sport
"Força": organização solidária foi criada em Lavras para ajudar quem está em busca de trabalho
Há 190 anos Lavras foi elevada a categoria de Vila
Polícia Militar do Meio Ambiente de Lavras recupera veículo furtado
Acidente entre carro e motocicleta em Lavras deixa uma pessoa ferida
Homem que agrediu carteiro na sexta-feira em Lavras, agrediu outra pessoa neste domingo
Aprovado em Minas Gerais, o retorno de 100% dos alunos às salas de aulas
Carteiro foi agredido em Lavras por um homem com problemas psíquicos
O médico José Cherem, do Nupeb/Ufla, foi um dos entrevistados em reportagem do Estadão sobre as 600 mil mortes por Covid no Brasil
Ladrões invadem e furtam ferramentas em marmoraria de Lavras

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras