Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Post: Jornalístico /


Publicada em: 06/09/2021 12:24 - Atualizada em: 06/09/2021 16:02
Prefeitura emite nota sobre a notícia da descoberta da variante Delta em Lavras e pesquisadores emitem nota respondendo
As duas notas estão sendo publicadas na íntegra, aqui no Jornal de Lavras

Prédio da Prefeitura de Lavras

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481

Ontem, domingo, dia 5, depois que a imprensa noticiou o primeiro caso da variante Delta em Lavras, atestado pelos pesquisadores do Núcleo de Pesquisa Biomédica da Universidade Federal de Lavras (Nupeb/Ufla), a Prefeitura de Lavras, emitiu uma nota, um pouco confusa, que não desmente a existência da Delta, mas questiona a condução do processo que levou a descoberta. 

O Jornal de Lavras, primeiro órgão de imprensa da cidade a divulgar a informação, recebeu da Prefeitura a "Nota de Esclarecimento – Variante Delta", nota esta que foi divulgada nas redes sociais e também por outros órgãos de imprensa da cidade. Paralelamente recebemos também a defesa dos pesquisadores do Nupeb/Ufla.

Diante das notas, concluímos que neste lamentável confronto da política com a Ciência, só tem um lado perdedor: a população. 

Sem apresentar base científica, a nota da prefeitura informou que, "apesar de ser uma variante com maior transmissibilidade, ela não é mais letal", o que contraria até a Fiocruz que afirmou, no dia 30 de agosto, há exatos 7 dias, que "a Delta é uma variante de especial preocupação, da que é preciso conhecer mais sobre ela".

A redação do Jornal de Lavras publica as duas notas, a da Prefeitura e do Nupeb/Ufla, como a segunda foi baseada na primeira, publicamos intercaladas para que vocês, leitores, possam entender a dinâmica da situação:

 

Nota da Prefeitura de Lavras

A Administração Municipal de Lavras informa a toda população que tem adotado medidas necessárias a testagem de todo paciente que apresente quaisquer dos sintomas que possam remeter a COVID-19.
As ações são voltadas para o necessário e adequado monitoramento dos contágios e suas respectivas variantes.
Por isso, no início da última semana a Vigilância Epidemiológica realizou coletas de pacientes que estiveram no Rio de Janeiro, epicentro da variante Delta.
Naquela semana, chegou também ao conhecimento da Administração que foram realizados procedimentos de coleta contrários aos estabelecidos pela Vigilância Epidemiológica, não seguindo o procedimento de cadastramento necessário à identificação dos possíveis infectados.
Por esse motivo, no dia 03/09/2021, o Secretário de Saúde e a Chefe da Vigilância em Saúde de Lavras, diante de informação sobre coleta domiciliar, não realizada pelas equipes de saúde do município, enviou ofício ao diretor da Faculdade de Ciências da Saúde da UFLA para a obtenção das informações essenciais para a adoção de ações necessárias, caso o resultado fosse positivo para COVID-19, inclusive, quanto a variante Delta.
Por essa razão, na data de 05 de setembro de 2021, a Vigilância Epidemiológica Municipal, e toda à administração, recebeu com absoluta estranheza e total indignação, a divulgação de notícias veiculadas nas redes sociais, além de matérias publicadas em sites de notícias, a informação da testagem positiva de paciente do município infectado com a variante Delta do SarsCov-2, o Coronavírus.
A divulgação, proveniente de informação do Núcleo de Pesquisa Biomédica da Universidade Federal de Lavras (Nupeb/ UFLA), deixou de encaminhar à Vigilância Municipal de Saúde informações de extrema importância, dentre as quais as mais básicas possíveis, como o nome do paciente testado e o laboratório onde foi feita a análise da amostra, para que ações efetivas pudessem ser tomadas pelo município.
Referida omissão impede a atuação pontual e adequada dos setores responsáveis, de modo a se proceder quanto ao isolamento dos contactantes e seu acompanhamento mais próximo, tratando-se de fato gravíssimo, e, repita-se, que impede a adoção de medidas de enfrentamento efetivas por parte da Administração.
A Chefe do Executivo solicitou à Procuradoria Geral do Município, que convocasse uma reunião extraordinária junto ao Comitê Municipal Intersetorial de Enfrentamento a COVID, que foi realizada hoje, dia 5, e informou que adotará medidas legais para que sejam apuradas eventuais responsabilidades administrativas e criminais dos envolvidos.
Além disto, os membros do Comitê Municipal esclareceram que a ação dos responsáveis do Núcleo de Pesquisa Biomédica da Universidade Federal de Lavras (Nupeb/ UFLA), NÃO REPRESENTA manifesto oficial da Universidade Federal de Lavras - UFLA e, como tal, não deve a ela ser estendida, bem como não se estende a atuação dos hospitais locais, que atuam de forma isenta e técnica.
Informamos à população que, apesar de ser uma variante com maior transmissibilidade, ela não é mais letal.
A Prefeitura Municipal de Lavras reitera o seu compromisso com a saúde de toda a população de Lavras.
Exatamente por isso, o Comitê decidiu manter a Onda Amarela, em sua última reunião, realizada no dia 03 de setembro de 2021, apesar dos indicadores permitirem a adoção da Onda Verde.
A manutenção das medidas preventivas como uso de máscara, higienização das mãos e evitar as aglomerações competem individualmente a cada um de nós e devem ser mantidas e observadas evitando-se assim a proliferação da COVID.
A presente nota foi aprovada por unanimidade pelos membros do Comitê Municipal Intersetorial de Enfrentamento a COVID-19, em reunião extraordinária realizado neste domingo, dia 05.

 

Nota dos pesquisadores do Nupeb/Ufla:


Diante da Nota de Esclarecimento publicada pela Prefeitura Municipal de Lavras, os pesquisadores do NUPEB/UFLA vêm a público, respeitosamente, responder aos questionamentos apresentados:
1 - Os pesquisadores do NUPEB/UFLA possuem projetos de pesquisa para o enfrentamento da Covid-19 vigentes, aprovados pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFLA, incluindo protocolos de coleta, diagnóstico e análise genômica de variantes do SARSCoV-2.
2 - O NUPEB/UFLA não atua na rotina de diagnóstico assistencial, limitando suas atividades aos protocolos de pesquisa previamente aprovados e que, atualmente, limita-se à vigilância genômica. As amostras sequenciadas foram previamente diagnosticadas por outros laboratórios. Referindo-se ao caso da Variante Delta, o exame que deu origem ao resultado positivo foi realizado por laboratório particular, externo à UFLA. Após a análise dos dados e identificação taxonômica da variante, solicitamos um endereço de e-mail oficial para a Chefe da Vigilância em Saúde do município de Lavras, que informou não ter acesso externo ao e-mail institucional. Diante disso, o nome do laboratório que realizou o diagnóstico e o número do protocolo do paciente foram enviados para a mesma, por meio de aplicativo de mensagem, para que as informações sobre a notificação fossem obtidas, uma vez que o NUPEB/UFLA não realiza diagnóstico, logo, não é a responsável pela notificação. Cabe reforçar, que nós, como pesquisadores, não podemos divulgar informações pessoais, conforme os procedimentos preconizados pelo Comitê de Ética. No entanto, contrariamente ao afirmado na Nota da Prefeitura, nós fornecemos todas as informações que permitem a identificação do paciente pela Vigilância Epidemiológica (conforme detalhado acima), para que as medidas cabíveis fossem tomadas pelo município.
3 - A equipe do NUPEB/UFLA realizou o sequenciamento de mais 10 amostras, que foi concluído na manhã de hoje, dia 05 de setembro de 2021. Imediatamente após a identificação taxonômica de uma das amostras como sendo a Variante Delta (AY.4), a equipe prontamente comunicou, por meio de ofício encaminhado, o Secretário de Saúde de Lavras, a Chefe da Vigilância em Saúde de Lavras, a Secretaria Regional de Saúde, a Secretaria Estadual de Saúde, a Responsável pela Vigilância Genômica e a Reitoria da Universidade Federal de Lavras. Entendendo a importância do conhecimento desta informação na maior brevidade possível, a equipe acionou as autoridades supracitadas por meio dos canais oficiais de cada órgão, além de comunicação instantânea por aplicativos de mensagem e/ou telefone.
4 - A equipe do NUPEB/UFLA entende a importância da reunião realizada com o Comitê Municipal Intersetorial de Enfrentamento à Covid-19 e pela mesma razão, em contato por mensagem, também se disponibilizou a reunir com a Chefe da Vigilância em Saúde para algum esclarecimento que se fizesse necessário. O NUPEB/UFLA esclarece que a identificação de variantes e a vigilância genômica são ferramentas que podem auxiliar na tomada de decisões dos gestores públicos, no que tange às medidas mitigatórias desta pandemia. Possuímos a expertise, a estrutura e a capacidade instalada adequada para auxiliar o município, a região e o estado na geração de informações importantes para a Vigilância Genômica, com a celeridade demandada. Reafirmamos o compromisso do NUPEB/UFLA com a população e com a divulgação de informações científicas que possam contribuir para o enfrentamento à Covid-19. Diante dos esclarecimentos expostos, vimos publicamente reafirmar nossa disposição em somar esforços com a Prefeitura Municipal de Lavras para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras