Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Post: Jornalístico /


Publicada em: 14/08/2021 13:13 - Atualizada em: 14/08/2021 21:57
Projeto em trâmite na Câmara dos Deputados prevê medidas ao servidor público que se recusar a tomar vacina
Há a previsão de punições, que podem chegar à suspensão do salário e até à exoneração de cargo

Deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG). Foto e informações Câmara dos Deputados

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
   

Está tramitando na Câmara dos Deputados, o projeto de lei 5040/20 que prevê medidas restritivas a quem se recusou a tomar a vacina contra Covid-19. O projeto foi apresentado pelo deputado federal Aécio Neves (PSDB).

"Se é direito do cidadão negar-se a fazer algo que não esteja devidamente previsto em lei, é dever do Estado assegurar o direito de todos à saúde, e aqui reside o centro que justifica esta proposta normativa", disse Neves.

Se o projeto for aprovado, quem se recusar a receber o imunizante contra Covid terá consequências, como ser impedido de se inscrever em concursos públicos, ser nomeado para cargo público, perder promoções, receber salário de função ou emprego público e obter alguns tipos de empréstimos.

A pessoa também fica impedida de renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial (como as universidades públicas), obter passaporte, participar de licitações, responder processo administrativo e ser exonerado do serviço público.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras