Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


Post: Jornalístico /


Publicada em: 25/07/2021 12:45 - Atualizada em: 25/07/2021 17:38
Próxima onda de frio será mais forte que a atual, garante meteorologista do Inmet
A onda de frio começará no meio desta semana e, segundo previsões, será um frio mais rigoroso dos últimas 60 anos

O gelo tomou conta da paisagem na zona rural de Delfim Moreira. Foto: Secretaria de Turismo da Prefeitura Municipal de Delfim Moreira

.

 @jornaldelavras     @jornaldelavras   (35) 99925.5481
 

Na madrugada de quinta-feira, dia 22, a temperatura desceu a nível de inverno europeu no Sul de Minas, foi na cidade de Delfim Moreira, no Sul de Minas, no bairro rural do Charco, que registrou -9,9º. E na madrugada de sexta-feira, dia 23, bateu novo recorde: -10º.

O registro foi feito por uma estação meteorológica instalada no bairro do Charco, zona rural de Delfim Moreira, porém, não foi considerada a temperatura mais baixa do Brasil porque a estação meteorológica é particular e não faz parte da rede do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que considerou a temperatura de Monte Verde, distrito de Camanducaia como a mais baixa do Brasil na sexta-feira: - 2,4º.

O secretário de Turismo, Esporte e Lazer de Delfim Moreira, Mateus Carvalho Ribeiro, gravou vídeos de lagos congelados e da paisagem branca do local e postou nas redes sociais. Na véspera, Mateus encheu uma bola de soprar com água e deixou próximo à estação meteorológica, no dia seguinte, ele rasgou a bexiga e postou a foto de uma bola de gelo, o que chamou muita a atenção dos internautas. 

A meteorologista do Inmet, Anete Fernandes, disse que realmente é possível que a temperatura no bairro do Charco, em Delfim Moreira, tenha sido essa mesmo, considerando a altitude em que está localizada, porém, ela disse que isso não representa a temperatura na cidade.

Ainda de acordo com a meteorologista, as estações da rede Inmet seguem critérios internacionais, já que os dados são compartilhados com outros países. 

O frio ainda nem foi embora e uma notícia preocupante ganhou a mídia ontem, sábado, dia 24: uma nova onda de frio, desta vez mais extrema que o frio que ainda não foi embora. "Ainda não é possível afirmar como será essa nova onda de frio. É preciso esperar a evolução da massa de ar pelo continente. Mas a tendência é que seja um episódio ainda mais forte do que o atual", alerta a meteorologista.

www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras