Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque / Evento /


Publicada em: 31/12/2020 07:35 - Atualizada em: 31/12/2020 15:27
Alisson Paolinelli, ex-aluno, ex-professor e ex-diretor da ESAL (Ufla), será indicado para o Nobel da Paz
Ele foi o idealizador da ocupação do Cerrado brasileiro, e teve como parceiro neste evento que revolucionou a agricultura brasileira, Alfredo Sheid Lopes

Alisson Paolinelli com José Roberto Scolforo, atual vice-reitor da Ufla, na solenidade de entrega da comenda "Luiz de Queiroz", em São Paulo

.


Dê play e conheça o Toledo Residencial


  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

O ex-aluno, ex-professor e ex-diretor da Escola Superior de Agricultura de Lavras (ESAL), Alysson Paolinelli, será indicado ao Prêmio Nobel da Paz em 2021 pela contribuição e dedicação à agricultura tropical, segurança alimentar e sustentabilidade que as novas tecnologias trouxeram à produção de grãos no Cerrado brasileiro em larga escala, com isso, matando a fome de milhões de pessoas no Brasil e no exterior, visto que o país é o maior exportador de alimentos do mundo.

Paolinelli tem 84 anos, tem uma notável trajetória com experiências que o distingue como um dos expoentes da agricultura nacional, considerado um dos grandes responsáveis pela maior revolução tropical agrícola da história.

Engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal de Lavras (Ufla), especializou-se nos estudos sobre o potencial da região do Cerrado para a produção agrícola. Posteriormente, como professor, Alysson Paolinelli foi um dos líderes na federalização da ESAL em 1963 e, mais tarde (1966 a 1971) já como diretor da Instituição, possibilitou um ritmo de expansão próprio do dinamismo que é característico de seu perfil.

Paolinelli também foi um dos responsáveis pela criação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pelo desenvolvimento do Proálcool. Foi ministro da Agricultura no governo Ernesto Geisel, de 1974 a 1979. Presidiu a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e elegeu-se deputado federal por Minas Gerais nas eleições de 1986, fazendo parte da Assembleia Nacional Constituinte de 1987-1988. Foi secretário de Estado de Agricultura de Minas Gerais por três vezes, chefe da Delegação Brasileira na Conferência Mundial de Alimentos da FAO e presidente da Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior do Brasil.

Em 2006, Paolinelli foi laureado com o prêmio World Food Prize, que condecora personalidades que contribuíram significativamente para o aumento da qualidade e da quantidade de alimentos no mundo.

Hoje, é presidente executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) e do Instituto Fórum do Futuro, além de embaixador da Boa Vontade do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

Com informações Ascom/Ufla

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

Mais informações sobre o assassinato do estudante da Ufla que estava desaparecido Ladrão arrombou estabelecimentos comerciais em Ijaci e foi preso pela PM em Lavras
   
Acidente em Lavras envolvendo automóvel e caminhão guincho deixa motorista ferido Cemig alerta sobre a importância de manter atualizada a titularidade do contrato de fornecimento de energia
   
Pesquisadores da Ufla desenvolvem tecnologia inovadora envolvendo bioenergia e tratamento de esgoto PM apreende droga em Lavras com ajuda de cães farejadores
   
.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras