Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Saúde /


Publicada em: 24/11/2020 20:44 - Atualizada em: 24/11/2020 23:54
Lançada no Ministério da Saúde, campanha de Combate ao Aedes aegypti
O mosquito consegue se distanciar apenas 50 metros do local onde nasce, por isso, a importância de manter o seu quintal e entorno limpos

Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya

.


Diário da obra Dê play para ver

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Foi lançada na manhã de hoje, terça-feira, dia 24, em todo o Brasil, a Campanha de Combate ao Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem gerar outras como a microcefalia e a síndrome de Guillain-Barré. A campanha foi lançada em Brasília, no Ministério da Saúde.

Foi lembrado durante o lançamento da campanha, que se todos dedicarem apenas 10 minutos por dia para verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa será possível reduzir os casos de dengue, chikungunya e zika no Brasil. O papel da sociedade é fundamental no combate ao mosquito.

Os sintomas das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti podem ser confundidos com outras mais comuns, como gripes e resfriados. Por isso, é importante estar em alerta e, em caso de sintomas, procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados.

No verão, com as chuvas e calor aumenta a proliferação do mosquito, que se reproduz em água limpa e parada. As ações para impedir a reprodução do mosquito são conhecidas pela população: tampar tonéis e caixas d'água, manter as calhas sempre limpas, limpar ralos e cobri-los com tela e colocar areia em vasos de plantas, entre outras.

De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, de janeiro até setembro deste ano, foram notificados 928.282 casos prováveis (taxa de incidência de 441,7 casos por 100 mil habitantes) de dengue no Brasil.

No último boletim epidemiológico disponível no site da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), datado de 10 de novembro, não havia nenhum caso de dengue, zika vírus ou Chikungunya registrado em Lavras este ano até aquela dada.

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

Casal que vendia droga pelo sistema delivery e recebia com cartão foi preso em Lavras
IBGE vai contratar 106 pessoas em Lavras para a realização do Censo 2021
Gasolina e óleo diesel terão reajuste nesta sexta-feira; este é o quarto reajuste do ano
SES vai suspender cirurgias eletivas não essenciais em todo o estado por causa da Covid
Procura por agricultor de Lavras que estava desaparecido chega ao fim de forma trágica
Vereador Possato protocolou pedido de instauração da CPI das Vacinas em Lavras
LabCovid: Ufla explica como funciona o laboratório - veja vídeo
Copasa pode ter que devolver cobrança a mais de 500 mil consumidores
Acidente na BR-265 destrói 16 doses de vacina contra Covid
Ladrões furtaram bobinas de fios de cobre para vender como sucata em Lavras, material avaliado em R$ 10 mil

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras