Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Diversos /


Publicada em: 21/11/2020 18:50 - Atualizada em: 22/11/2020 11:02
Operação Losna teve desdobramento e PC de Lavras já prendeu 36 envolvidos no total
Esta foi a maior operação de combate ao crime que se organizou em Lavras nos últimos anos

Foto do primeiro dia de combate aos integrantes da maior organização criminosa de Lavras. A operação denominada "Losna" contou com o apoio aéreo do helicóptero da PC

.


Diário da obra Dê play para ver

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

No dia 23 de julho deste ano, os lavrenses acordaram com barulho de sirenes de diversas viaturas e do motor do helicóptero da Polícia Civil, que fazia voos rasantes sobre pontos específicos na cidade. É que naquele dia mais de cem policiais civis das delegacias regionais de Lavras, São João del-Rei, Varginha e Três Corações, além do apoio aéreo e canil da PCMG (Polícia Civil de Minas Gerais), bem como da Polícia Penal, realizou-se a maior operação de combate ao crime organizado em Lavras, a "Operação Losna".

A operação, coordenada pelo 6º Departamento de Polícia civil, que tem sede em Lavras, tinha como alvo prender cerca de 50 pessoas, segundo na época declarou o delegado Alexandre Rezende Vieira, da Delegacia de Tóxicos e que comandou a mega operação policial. Os alvos foram criminosos envolvidos com o submundo do tráfico com envolvimento com facções criminosas de São Paulo e de simpatizantes destas organizações.

A Polícia Civil trabalhava nesta operação desde 2019, quando foi efetuada uma prisão e apreensão de 11 quilos de drogas no terminal rodoviário de Lavras. A partir daí, o serviço de inteligência da PC deu início a uma investigação que culminou com a Operação Losna, que recebeu esta denominação em alusão a uma planta que tem um sabor extremamente amargo, isso porque um dos alvos da operação tinha o apelido de "Margoso".

Naquele dia, a operação terminou com a prisão de envolvidos nas cidades de Lavras, Perdões, Nepomuceno, Santo Antônio do Amparo, Bom Sucesso, Ijaci, Ingaí e Macuco de Minas, distrito de Itumirim. A Polícia Civil contou também no final com o apoio da Polícia Penal de Lavras, que garantiu a segurança dos detidos na operação.

A operação não terminou neste dia, ela teve desdobramento e no dia 5 de agosto, mais uma grande movimentação policial chamou a atenção das pessoas: diversas viaturas policiais desceram pela avenida Silvio Menicucci, eram viaturas da Polícia Civil e Militar, elas se dirigiram para Ijaci. O alvo era um sítio da família de um traficante que havia sido preso em julho na Operação "Losna", que resultou na prisão de 30 envolvidos.

Neste dia a Polícia Civil solicitou ajuda da PM e do Canil "Sargento Hélio dos Santos", do 8º Batalhão. No local, na zona rural de Ijaci, os policiais encontraram e apreenderam 8 quilos de cocaína, 2 quilos de crack e 7 quilos de maconha, além de uma espingarda calibre 12 com 6 munições, uma balança de precisão e farto material usado na mistura com droga para aumentar volume e peso. A droga estava acondicionada em um tambor plástico que havia sido enterrado.

A apreensão foi um desdobramento da Operação "Losna", que, segundo declarações na época do delegado Alexandre Rezende Vieira, da Delegacia de Tóxicos, estava ainda em curso: "ela ainda não terminou e seguirá outras linhas de investigação".

Dois dias depois, dia 7 de agosto, a PC faz nova investida contra a organização criminosa, desta vez com a ajuda do DEIC (Departamento Estadual de (Investigações Criminais) da Policia Civil de São Paulo, que realizou a prisão e cumpriram buscas na casa de um dos principais membros da quadrilha alvo da investigação.

O alvo foi um homem de 33 anos, que estava em sua casa na cidade do Guarujá, na Baixada Santista, quando foi surpreendido pelas equipes da PC de São Paulo. Os policiais paulistas cumpriram mandados de busca e apreensão expedidos pela Polícia Civil de Lavras, a pedido do delegado Alexandre Vieira. O criminoso detido em São Paulo, além de ser o abastecedor da rede criminosa com drogas, era foragido do sistema prisional mineiro. Foram presos, até então na Operação "Losna", mais de 30 pessoas pessoas em Lavras, Perdões, Nepomuceno, Santo Antônio do Amparo, Bom Sucesso, Ijaci, Ingaí e Macuco de Minas, distrito de Itumirim e também no Guarujá, litoral de São Paulo.

Agora um novo desdobramento da operação foi realizado nesta quinta-feira, dia 19, que culminou na prisão de mais um membro da organização criminosa, foi um rapaz de 24 anos que foi preso, ele era um dos homens de confiança de um dos lideres da organização criminosa, e segundo apontou as investigações do serviço de inteligência da PC, ele realizava entrega de drogas para outros traficantes revenderem. Ele também foi reponsável por trazer de São Paulo para Lavras a grande quantidade de drogas apreendida em um sitio em Ijaci no dia 5 de agosto.

O rapaz foi preso em vitrude de um Mandado de Prisão Preventiva em seu desfavor. Além dele, uma mulher também teve um Mandado de Prisão Preventiva emitido, porém, ela não foi localizada pela equipe da Policia Civil em seus endereços informados na delegacia na oportunidade que prestou declarações. Através de investigação se chegou a outro endereço utilizado pela mulher, porém ao chegar no local, a casa estava vazia, e segundo vizinhos a pessoa que morava na residencia havia se mudado há quize dias.

Esta mulher era companheira de um dos chefes da organização, e por este motivo era pessoa de confiança que atuava diretamente nas negociações e pagamentos da drogas na cidade de São Paulo, pois as transações envolviam altas quantias de dinheiro. Como não foi localizada e sabendo que era investigada, não manteve seu endereço atualizado, a mulher se encontra foragida da justiça.

Com mais essa prisão de quinta-feira, já se somam um total de 36 pessoas presas pela operação Losna, sendo esta a maior operação de combate ao crime organizado na Região da Delegacia Regional de Lavras. Ao que tudo indica, a operação deve continuar, pelo menos até a prisão da mulher foragida. A Polícia Civil não informou se a organização criminosa chegou ao fim ou se ainda tem tentáculos que serão eliminados.

 

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

Casal que vendia droga pelo sistema delivery e recebia com cartão foi preso em Lavras
IBGE vai contratar 106 pessoas em Lavras para a realização do Censo 2021
Gasolina e óleo diesel terão reajuste nesta sexta-feira; este é o quarto reajuste do ano
SES vai suspender cirurgias eletivas não essenciais em todo o estado por causa da Covid
Procura por agricultor de Lavras que estava desaparecido chega ao fim de forma trágica
Vereador Possato protocolou pedido de instauração da CPI das Vacinas em Lavras
LabCovid: Ufla explica como funciona o laboratório - veja vídeo
Copasa pode ter que devolver cobrança a mais de 500 mil consumidores
Acidente na BR-265 destrói 16 doses de vacina contra Covid
Ladrões furtaram bobinas de fios de cobre para vender como sucata em Lavras, material avaliado em R$ 10 mil

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras