Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


polícia / Diversos /


Publicada em: 01/10/2020 09:42 - Atualizada em: 01/10/2020 13:34
Bombeiros de Lavras alertam para riscos de afogamentos em período de aumento da temperatura
E saber nadar, evita o afogamento? Os bombeiros tiram esta e outras dúvidas

Imagem ilustrativa extraída do site Empalhador 

.


Diário da obra Dê play para ver

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Com o fim do inverno e o gradativo aumento das temperaturas, frequentemente a população busca se refrescar em rios, lagos, represas, cachoeiras e piscinas para driblar o calor. No entanto, essa atividade requer muitos cuidados, pois os riscos de afogamentos são grandes, especialmente para as crianças.

O afogamento é a segunda causa de morte em crianças de um a nove anos de idade e a terceira, entre 10 e 19 anos em todo o Brasil. Já os afogamentos em piscinas representam 53% de todos os casos entre crianças, na faixa etária de 1 a 9 anos. "Além das piscinas as vítimas estão nas praias, nos rios e lagos". As crianças devem ficar próximas dos adultos e responsáveis. A distância recomendada é de um braço estendido apenas, não deixe seu filho distante de você.

No Brasil, 5.840 brasileiros morrem afogados por ano, é uma média de 16 óbitos por dia. Por isso, ter cuidados é tão importante para salvar vidas.

Rios, lagos e represas representam 70% do total de óbitos por afogamentos no Brasil.

Os principais motivos porque ocorrem os afogamentos: as pessoas desconhecem os riscos, não reconhecem seus limites físicos e não estão cientes de suas capacidades aquáticas diante do ambiente. O uso de álcool é responsável pela redução na avaliação do risco no local e superestimação dos limites individuais. A prevenção não é primeiro socorro. Prevenção é evitar que a pessoa entre na água sem saber que ambiente espera por ela. É muito importante isso, pois ao entrar na água sem prevenção, infelizmente terá grande chance de se ter um afogamento. A melhor opção para evitar isso é educar no sentido de reconhecer a sua competência aquática diante do ambiente novo que você tomou contato.

Saber nadar evita afogamentos?

Os Bombeiros destacam que saber nadar não evita o afogamento. A pessoa aprende a nadar na piscina, mas precisa considerar as dificuldades de um novo ambiente, como a praia e o rio, pois cada cenário tem suas facilidades de afogamento que são momentâneas e transitórias. O afogamento é muito perigoso, mais comum que do que se imagina, e, na maioria das vezes, não se tem a segunda chance, não dá para errar. O afogamento é fatal, se você errar dentro de água terá grande possibilidade de morrer.

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

Casal que vendia droga pelo sistema delivery e recebia com cartão foi preso em Lavras
IBGE vai contratar 106 pessoas em Lavras para a realização do Censo 2021
Gasolina e óleo diesel terão reajuste nesta sexta-feira; este é o quarto reajuste do ano
SES vai suspender cirurgias eletivas não essenciais em todo o estado por causa da Covid
Procura por agricultor de Lavras que estava desaparecido chega ao fim de forma trágica
Vereador Possato protocolou pedido de instauração da CPI das Vacinas em Lavras
LabCovid: Ufla explica como funciona o laboratório - veja vídeo
Copasa pode ter que devolver cobrança a mais de 500 mil consumidores
Acidente na BR-265 destrói 16 doses de vacina contra Covid
Ladrões furtaram bobinas de fios de cobre para vender como sucata em Lavras, material avaliado em R$ 10 mil

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras