Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


cotidiano / Meio Ambiente /


Publicada em: 17/09/2020 14:10 - Atualizada em: 17/09/2020 23:30
Cemig usa helicóptero na reconstrução rede danificada por queimadas no Sul de Minas
As queimadas na serra da Mantiqueira danificaram rede elétrica e Cemig emprega diversos meios para a reconstrução

Vegetação no alto da serra foi destruída pelo incêndio criminoso. Fotos: Cemig

.


Diário da obra Dê play para ver

  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Utilização de aeronave garantiu maior proteção ao meio ambiente, além de agilizar a execução dos serviços e evitar desligamento de energia para cerca de 3 mil clientes. Elas continuam causando prejuízos à rede elétrica. Ontem, quarta-feira, dia 16, a Cemig mobilizou uma força-tarefa especial para a reconstrução de duas estruturas da linha de distribuição que abastece energia para a cidade de Santa Rita do Jacutinga, no Sul de Minas. As estruturas foram danificadas pelo fogo em uma área de difícil acesso na Serra da Mantiqueira.

Para a execução dos serviços neste local, a empresa mobilizou 34 colaboradores próprios e contratados, 5 caminhões, 5 caminhonetes e um helicóptero, que transportou quatro postes de 11 metros, duas cruzetas de 5 metros, ferramentas e outros materiais.

Todo o material necessário foi transportado por aeronave, uma vez que a mata fechada e o caminho íngreme, no topo da serra, dificultariam o transporte por meio de caminhões e caminhonetes.  Com a utilização do helicóptero, a Cemig evitou a supressão de vegetação para abertura de acesso para o transporte destes materiais e também agilizou a execução dos serviços, evitando desligamento de energia para cerca de 3 mil clientes da região. Foram três dias de muito trabalho dos colaboradores para restabelecer a contingência operacional", explicou o supervisor.

A Cemig registrou, nos sete primeiros meses deste ano, 93 ocorrências no sistema elétrico de Minas Gerais que prejudicaram o fornecimento de energia para cerca de 43 mil clientes da companhia. 

Muito além de queimar postes e outras estruturas, as queimadas podem causar curtos-circuitos que interrompem o fornecimento de energia, podendo prejudicar hospitais, postos de saúde, indústrias e as pessoas que – mais do que nunca devido ao isolamento social –, estão dependendo do serviço.

Um dos maiores desafios para as equipes de campo é chegar ao local da ocorrência para fazer o reparo. Normalmente, esses locais são de difícil acesso e em áreas muito amplas. Além disso, levar estruturas pesadas, como torres e postes, em áreas acidentadas torna ainda mais desafiadora a recomposição das redes prejudicadas pelas queimadas.

 
 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

 

Publicado o decreto de retomada gradual das aulas presenciais das redes pública e particular de Lavras
Rotary Club de Lavras Sul comemora 116 anos de Rotary Internacional - veja fotos
Encontrado o corpo da criança que foi jogada em rio no Sul de Minas
Tamanduá ferido foi resgatado pela PM do Meio Ambiente em Candeias e trazido para Lavras
Casal que vendia droga pelo sistema delivery e recebia com cartão foi preso em Lavras
Gasolina e óleo diesel terão reajuste nesta sexta-feira; este é o quarto reajuste do ano
SES vai suspender cirurgias eletivas não essenciais em todo o estado por causa da Covid
Procura por agricultor de Lavras que estava desaparecido chega ao fim de forma trágica
Vereador Possato protocolou pedido de instauração da CPI das Vacinas em Lavras
LabCovid: Ufla explica como funciona o laboratório - veja vídeo

.

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras