Quem somos
|
Arquivo
|
Anuncie
|
Contato
|
Sua página inicial


início
prêmios
lavras tem
agenda
busca


destaque /


Publicada em: 24/05/2020 11:02 - Atualizada em: 24/05/2020 20:13
O Brasil perdeu uma referência na pesquisa agrícola: morreu em Lavras, Alfredo Scheid Lopes
Alfredo e o ex-ministro Alisson Paulinelli foram responsáveis pela ocupação do cerrado brasileiro, que mudou a história da produção agrícola no Brasil e teve reflexo mundial

Professor do Departamento de Solos da Universidade Federal de Lavras (Ufla), Alfredo Scheid Lopes

.


Dê play e conheça o Toledo Residencial


  Jornal de Lavras:  (35) 9 9925.5481    @jornaldelavras     @jornaldelavras    @jlavras    

Faleceu ontem, sábado, dia 23, em Lavras, o professor Alfredo Scheid Lopes, com 82 anos. Ele era natural de Minduri (MG), mas era cidadão lavrense, título que recebeu do vereador Marcos Possato. Alfredão, como era mais conhecido em Lavras, foi professor da Universidade Federal de Lavras (Ufla) e deixa esposa (Selma) e um casal de filhos.

Alfredo foi estudante do Instituto Gammon e da Escola Superior de Agricultura (ESAL), hoje Ufla. Ele ingressou na ESAL em 1962, como professor do Departamento de Solos, fez mestrado e o Ph.D nos Estados Unidos. Ele foi o responsável por mapear e pesquisar o solo do cerrado brasileiro, seus estudos proporcionaram às regiões de Tocantins, Goiás e Minas Gerais se tornarem hoje uma das maiores produtoras de grãos do país.

O então ministro Alisson Paulinelli, baseado nas pesquisa de Alfredo, fez a ocupação do Cerrado na década de 70, o que mudou a história da produção agrícola no Brasil e no mundo, pois hoje o país alimenta um terço do planeta com a produção brasileira de grãos. O cerrado, que foi um terreno pobre, hoje consegue produzir numa área em um ano, milho, soja e trigo, o que levou o pais a ser o campeão mundial em manejo em agricultura tropical.

Ele fez conferência em 13 países e fez visitas técnicas em 7 outros. Teve trabalhos publicados em vários idiomas e suas pesquisas são usadas hoje pela FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nation) para orientar ministérios da agricultura de governos africanos e latinos.

A morte do professor Alfredo Scheid Lopes foi uma perda irreparável para a ciência mundial. Ele e o seu amigo e ex-ministro da agricultura Alisson Paulinelli, escreveram o mais importante capítulo da história da agricultura mundial. 

Alfredo aposentou em 1990, mas a Universidade manteve sua sala no Departamento de Solo, ele era um ícone daquele departamento e também referência da Ufla. 

Além de ser uma das maiores autoridades em fertilidade do solo no planeta e uma das pessoas mais respeitadas no mundo do agronegócio, ele se destacou também no esporte: foi jogador de futebol do Fabril Esporte Clube, campeão sul-americano em salto em altura, jogou vôlei e fez parte da seleção mineira de atletismo.

O sepultamento do professor Alfredo Scheid Lopes não teve velório devido a pandemia da Covid-19, seu corpo foi sepultado às 10h, no cemitério São Miguel, numa cerimônia reservada apenas a familiares próximos.

 
www.jornaldelavras.com.br
A informação a um click de você 
 

Leia também:

Mais informações sobre o assassinato do estudante da Ufla que estava desaparecido Ladrão arrombou estabelecimentos comerciais em Ijaci e foi preso pela PM em Lavras
   
Acidente em Lavras envolvendo automóvel e caminhão guincho deixa motorista ferido Cemig alerta sobre a importância de manter atualizada a titularidade do contrato de fornecimento de energia
   
Pesquisadores da Ufla desenvolvem tecnologia inovadora envolvendo bioenergia e tratamento de esgoto PM apreende droga em Lavras com ajuda de cães farejadores
   
.
 

Voltar Envie para um amigo


 www.jornaldelavras.com.br - A informação a um click de você
Lavras/MG
WhatsApp: (35) 9 9925-5481
Instagram: @jornaldelavras 
Twitter: twitter.com/jlavras 
Facebook: www.facebook.com/jornaldelavras